13 de março de 2014

Eu Preciso de Ti - Filhos do Homem


A Paz de Deus Amados,

Hoje trouxe um hino lindo, que trás uma mensagem maravilhosa.





Sabe querido,
A gente vê Davi dizendo nos Salmos "Como a corsa suspira pelas águas, por Ti, suspira minha alma, Senhor."

Você sabe como a corsa suspira, querido? Ela corre na floresta, e quando ela sente o cheiro da água, ela começa a saltar e gritar e gritar e o grito dela se ouve por quilômetros. É um grito de desespero porque ela precisa de água. E ela continua gritando: "Ahhhh, eu preciso de água"
E ela grita, a corsa grita. e ela pula alto e ergue seu fucinho pra tentar sentir o cheiro de onde vem e ela não para de gritar, querido. E até entregar totalmente seu desejo aquilo que satisfaz a sua alma. Água. 
É assim que eu e você precisamos ser pra Jesus.
Desesperados.

“Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus, … “ (Salmos 42:1-2).

Perceba que nesta passagem, Davi faz uma comparação. A sua sede pelo Senhor era comparada ao anseio de uma corça pelas águas. Em se tratando de um homem “segundo o coração o de Deus”, creio que esta comparação pode servir de parâmetro para nossa própria busca por Ele.

Mas enfim, como é que a corça suspira e anseia pelas águas?
É com desespero. Gritando, correndo, buscando, farejando. Com sede. Com olfato privilegiado para localizar a fonte certa. Continuamente, todos os dias. Não se permitindo acomodar e fugindo do confinamento.
E nós? Estamos desesperados por Deus? Temos sede de sua presença?
Temos corrido, buscado e nos desesperado por mais dEle em nossas vidas?
Temos buscado na fonte certa, diariamente? Ou temos nos contentado com a mediocridade do nosso “confinamento”?

Cada um de nós pode ter seu próprio “confinamento”. Coisas que nos prendem e nos impedem de sair em busca da água fresca que tanto precisamos. Podem ser pessoas, situações ou até mesmo “pequenos reinos” que construímos para nós mesmos (“meu emprego”, “meu ministério”, “meu evento”, etc).
Precisamos, como a corça, sair e correr. Precisamos de olfato aguçado para ir na fonte certa, que é Cristo. Afinal de contas, existem fontes sem água (II Pedro 2:17), e nuvens sem água (Judas 1:12).
E lembremos das palavras do Mestre: “quem tem sede, venha; e quem quiser, receba de graça a água da vida.” (Apocalipse 22:17)
Que o Senhor Deus tenha misericórdia de nós e nos guie.

Que Deus nos abençoe sempre!

Tatiane Freitas


Me encontre aqui também: Prioridade de Mãe

7 comentários:

  1. Amei o texto.
    Devemos ser como corças em busca de água sempre.

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Uma mensagem mais linda do que a outra
    Bjs
    Sou mãe de cinco

    ResponderExcluir
  3. Linda mensagem, nos faz refletir!
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Linda reflexão amiga!

    Bjos
    http://amaedadrii.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Linda mensagem

    bjs Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Somos como corsa na hora do desespero.
    Bju

    ResponderExcluir